facebook twitter

 

Tradição e solidez acadêmicas aplicadas às atividades de ensino, pesquisa e extensão.
   

Idiomas

Blvd 28 de Setembro, 157
Vila Isabel, Rio de Janeiro - RJ
Telefone:(21) 2868-8236

Curriculo

O Currículo do Curso de Graduação em Enfermagem da FENF/UERJ tem uma estrutura curricular integrada que trabalha com a perspectiva da totalidade e da interdisciplinaridade, favorecendo a superação da visão fragmentada de homem e de saúde pela formação de sujeitos histórico-críticos. A carga horária total do curso é de 5850 horas. Tem a duração de no mínimo nove períodos letivos e no máximo 14 períodos letivos.
 
O currículo pleno está estruturado segundo um código de integração, construído coletivamente pelo corpo social desta unidade acadêmica em efetivo exercício pedagógico na faculdade. O regime do curso é de seriado flexível, visto que o regime de créditos é incompatível com uma estrutura de currículo integrado. Estão previstos, no plano curricular, momentos livres para que o aluno possa buscar disciplinas de caráter eletivo em qualquer área de saber, oferecidas pela própria Faculdade ou por outras unidades acadêmicas.
 
A estrutura do currículo compreende três grandes áreas: Área Assistencial, Área Fundamental e Área das Bases Biológicas e Sociais da Enfermagem articuladas e integradas entre si.
 
A primeira área, Assistencial, é assim denominada por incluir conhecimentos teórico-práticos que conformam a assistência de enfermagem no nível individual e coletivo, considerando o perfil epidemiológico e o quadro sanitário do país. É constituída por cinco subáreas: Saúde, Trabalho e Meio Ambiente, que serve como matriz para a estruturação das demais; Promovendo e Recuperando a Saúde Mental, Saúde do Adolescente, Adulto e Idoso e o Mundo do Trabalho, Saúde e Mulher e Atenção Integral à Saúde da Criança.
 
A segunda área, Fundamental, dá sustentação às ações de enfermagem, entendendo enfermagem como uma prática social. Abrange conhecimentos teórico-práticos de educação, de pesquisa e de organização do processo de trabalho, além das bases histórico-filosóficas do exercício da enfermagem.
 
A terceira área, denominada de Bases biológicas e sociais, é a que instrumentaliza a Assistência de Enfermagem com o conhecimento de outras ciências, necessário ao exercício profissional. Seguindo a diretriz filosófica do currículo, as disciplinas dessa área deixaram de funcionar como conteúdos fragmentados para serem alocadas de forma a buscar uma correlação entre os seus conteúdos e os das áreas Assistencial e Fundamental. Desse modo não estão mais localizadas somente no início do processo de formação, distribuindo-se de maneira correlacionada do 1º ao 7º períodos.
 
Essas áreas e respectivas subáreas compreendem um conjunto de disciplinas articuladas e integradas entre si, constituindo-se em uma estrutura curricular pautada na perspectiva de totalidade do processo gerador saúde-doença. Cada subárea é composta por unidades de ensino organizadas seqüencialmente, englobando a promoção, a prevenção e a recuperação da saúde. Estas unidades são passíveis de conexões e mediações nos diversos períodos do curso onde estão alocadas, pois na estrutura curricular está estabelecida a ocorrência de mais de uma área em um mesmo período do curso. Essa organização demanda que as áreas que transcorrem em paralelo se articulem, visando sempre uma perspectiva de totalidade.
 
Para cada eixo de conhecimento da Enfermagem parte-se da compreensão acerca dos modos de viver e determinantes do processo saúde-doença, as abordagens junto às famílias e comunidade para promoção da saúde, prevenção de doenças e acompanhamento / cuidados de agravos presentes e factíveis de serem resolvidos naquele nível. Da mesma forma acontecem-nos demais níveis de assistência.
 
O estudante de enfermagem deve aprender a cuidar de indivíduos e grupos de forma holística e contextualizada sabendo que sua intervenção é, em última instância, no sentido de garantir a qualidade de vida a estas pessoas.
 
Abaixo destacamos os eixos temáticos que norteiam as Áreas Assistencial, Fundamental e das Bases Biológicas e Sociais. Cabe ressaltar que as duas últimas áreas trabalham conteúdos que permitirão a construção de conhecimento próprio do fazer da Enfermagem. Os conhecimentos dos eixos temáticos se entrecruzam e subsidiam integrando-se numa rede matricial para atendimento do perfil do enfermeiro.
 
Diante do exposto, apresentamos a seguir a relação dos cenários de prática que são desenvolvidos as aulas práticas do Curso de Graduação em Enfermagem da FENF/UERJ, pertinentes e imprescindíveis para dar conta da formação do Graduando em Enfermagem, consoante com a proposta curricular das Diretrizes Curriculares do MEC e com a Política Nacional de Saúde.
 
1  PACS do Alto da Boa Vista – Posto de Saúde Nicola Albano – Programa Nacional de Agentes Comunitários
2  Comunidade do Alto Simão
3  Programa da Saúde da Família da Comunidade do Canal do Anil
4  Módulo do Programa da Saúde da Família / Curicica
5  Centro Municipal de Saúde Milton Fontes Magarão
6  Posto de Saúde Dr. Eduardo Vilhena Leite,
7  PAM Dr. Manuel Guilherme da Silveira Filho,
8  Ambulatório da Maternidade Municipal Alexander Fleming,
9  Policlínica Piquet Carneiro
10  Instituto Estadual de Infectologia São Sebastião
11  Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas
12  Hospital Universitário Pedro Ernesto
13  Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia (IEDE)
14  Centro de Trabalho e Reabilitação de Adictor (CETRA)
15  Universidade Aberta da Terceira Idade - UNATI / UERJ
16  Hospital Geral de Bonsucesso
17  Hospital Municipal Souza Aguiar
18  Hospital Municipal Lourenço Jorge
19  Centro Municipal de Saúde Manoel José Ferreira
20  Instituto Municipal Philippe Pinel
21  Maternidade Municipal Carmela Dutra
22  Maternidade Municipal Leila Diniz